Welcome to the land of questions

A Arte De Reinventar - Ajuste Suas Antenas

"já me sinto feliz se as palavras tocam ou te fazem pensar nem que seja por 1 segundo apenas, isso mostra que a mensagem foi lançada ao mar numa garrafa e chegou onde deveria chegar no coração de alguém que entendeu essa loucura que é o amor "
"Palavras que queimam na minha boca, Derreterão dentro de seus ouvidos"

domingo, 28 de novembro de 2010

Falando em claves (((d-_-b)))

Mais um noite que a sua falta me rouba o sono
Nesta historia de nós dois
Nós somos participantes não convidados
Nesse meu mundo melancólico
E em breve eu aprenderei
Que a única coisa que vale como tesouro,
São as pessoas que na verdade se importam
Então porque continuam ali as lágrimas em seus olhos?

Para sempre não é o suficiente!

O sinal mais claro de tudo que eu era
E de tudo que você apenas é
Está gravado em nossos peitos
Nós trocamos a espera pela simples e fácil escapatória
Para tentar ver novos horizontes
E todos os nossos pesos finalmente agora descansam
Nas profundezas das águas gélidas da distância
Mas as ondas do rio vão sempre me e te lembrar
De quem somos

Então eu estou tentando lhe mostrar algo
Mas você não me encara, com medo de ver a verdade
Que tudo em seu caminho te leva até mim
E por mais que caminhe em círculos sempre volta ao mesmo ponto
Pois em nós quando buscamos quem na verdade somos
Sempre lembramos que eu sou você e que você sou eu

Eu poderia cruzar os sete mares
Apenas para chegar a você
Eu viajaria milhares de noites apenas para dar
O que realmente pertence a você
Meu coração

Para sempre não é o suficiente
Na sua companhia
Meu coração sempre gritará seu nome.

O Menino e Seu Violino (((d-_-b)))


O menino e seu violino
rabeca o som, rabisca o dom
O menino com seu violino
cantar a dor, escreve sobre o amor
O menino toca o violino
fala com Yeshua e evoca todos os arcanjos
O menino e seu violino
almejam a insensatez do desejo, a doçura do terno beijo
O menino e seu lírico violino
escrevem palavras que ressoam como o tocar de um sino
O menino do violino
queria apenas ser outrora doce e alegre menino
O menino violino
vai e vem nessa vida sem destino
O violino do menino
toca a dor como enquanto seu dono se entorpeci de vinho
O vil violino do menino
com sua doce e triste canção leva as lágrimas um cansado coração
O fel o menino o violino
gelam um coração cansado de ser sozinho
Enquanto isso O menino e o violino
Já vão lá longe nas brumas do tempo sumindo