Welcome to the land of questions

A Arte De Reinventar - Ajuste Suas Antenas

"já me sinto feliz se as palavras tocam ou te fazem pensar nem que seja por 1 segundo apenas, isso mostra que a mensagem foi lançada ao mar numa garrafa e chegou onde deveria chegar no coração de alguém que entendeu essa loucura que é o amor "
"Palavras que queimam na minha boca, Derreterão dentro de seus ouvidos"

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Am (((d-_-b)))

Não tiro sua razão, como nunca tirei antes
com certeza a vida tem caminhos que nós(eu) desconheço
e escolhas são feitas a todo tempo, uns escolhem se isolar outros ser de todos
e uns ainda ficar em cima do muro
e suicida é expressão que não ouço a muito tempo " como a expressão vou me matar se "
mais como você mesma disse o tempo passa e crescemos,
erros que mataram sentimentos em uns não se repetiram ou repetirão nos próximos
e é isso que (nós) faz crescer ou evoluir ou os dois,
acho que quando passa tivemos fazes bem distintas e depois de tantas verborréias
eu aprendi a pensar mais antes de agir, como diz alguém que conheço você sempre vai aprender algo com as pessoas de bom ou de ruim e é lógico, que aprendi sim e muito tanto para o bem tanto para o mau, mesmo com ou sem acentos, aprendi que o Teatro é mágico, que os opostos se distraem e os dispostos se atraem, que nem sempre a palavra matar significa na hora e sim que você pode morrer depois por uma ferida aberta agora, que Mario é legal pacas e sinto falta dele, que devemos ser pacientes quando queremos ficar irritados e devemos ficar irritados quando devemos ser pacientes, que Caio Fernando Abreu é legal mais tem ponto demais, que odeio creamy lee.
E principalmente a pensar e repensar antes de agir
aprendi que mesmo sendo músculo o coração ainda pulsa, mesmo que louco impreciso ou preciso
ele precisa disso afinal de contas maldita ou bendita vida ou vidas precisam de amor e dor, assim como yan yang, como sol e noite e por ai vai, claro que precisamos ir, voltar, ficar e sair, porque?
porque assumindo ou não todos temos medos, medo esse que eu tive um dia quando me vi no fundo do poço e assustado me fechei para o mundo, e quando olhei para cima vi a você tentando me mostrar que aquele não era fim, mais machucados os dois não se entendiam e tão envoltos em ter ou não razão em real ou vaporizar, acabamos por ir cada dia mais para caminhos diferentes, e isso é algo que depois do start não tem mais volta ou tem e não conseguíamos ver.
Eu vejo hoje que mais duro que as palavras foi depois ver que tanto eu quanto você estávamos certos e errados, certos por estar juntos naquela época e errados por desistir mais a vida segue caminhos e esse foi o nosso.
Eram marcas, cicatrizes e machucados demais, Mais mesmo assim agradeço a você por ter começado um processo reconstrutivo em mim, afinal de contas nem eu me suportava naquela época e este solo sagrado profano onde escrevo essas palavras é uma boa testemunha disso e também de todas as suas indas e vindas, e das sempres fortes e as vezes doces palavras, como boa guardiã ou algo do tipo, diz num texto que postei aqui, diz o seguinte:

"Com você a vida é sempre tão estranha
Eu te apavoro mas não posso te enfrentar
Por isso eu resolvi desfazer
o nosso laço, O nosso laço
Pra não deixar o tempo destruir
Nosso frasco lacrado "

...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado Pelo Comentário