Welcome to the land of questions

A Arte De Reinventar - Ajuste Suas Antenas

"já me sinto feliz se as palavras tocam ou te fazem pensar nem que seja por 1 segundo apenas, isso mostra que a mensagem foi lançada ao mar numa garrafa e chegou onde deveria chegar no coração de alguém que entendeu essa loucura que é o amor "
"Palavras que queimam na minha boca, Derreterão dentro de seus ouvidos"

quinta-feira, 8 de abril de 2010

1,2,3,4 (O Anjinho) (((d-_-b)))


Até mesmo em meus sonhos
Eu tentava te alcançar
Por ti encontrar, até a lua eu cheguei
E em minha caminhada um anjinho encontrei
Me viu muito triste
E veio me ver porque
Soube que eu estava a perder a fé

No meu sonho eu não vi um rosto
Só o escutava falar
Ele dava "aulas" de amor e eu ao escutar
Ansioso eu comecei a questionar
Qual é a chave para que você(ela) possa me amar?

Primeiro me disse que é um pecado
Pensar em desistir
Segundo que não posso nem devo mesmo que eu queira
Deixar você vida escapar entre os dedos
Terceiro que o meu destino, sem seu amor
Corre perigo, sem ti

E quarto que amor é estar preso por querer
E que ama só tem coisas boas na mente e no coração
Aquele que ama mas não demonstra
Todo o amor, está cometendo um deslize
Podendo deixar o amor ir por medo de ser feliz

O amor é o mais raro e nobre sentimento que pode existir
Faz feliz aquele que ama feliz e que ele te faça feliz também
E por mais que seja difícil no começo por brigas
Tente pois se é verdadeiro e recíproco
Tudo ira valer apena como dizia o poeta se alma não for pequena
E se outra pessoa lhe dá uma flor, a lhe retribua com um poema
Entregas seu coração
E se ocorrer distância ou pequenas frustrações
Não desanime pois é na luta, que se forjam bases sólidas
E assim vamos nos conhecendo e perdendo o medo
E ganhando a essência que é a fé no amor

Esta noite quero voltar a sonhar
Pra ver se aprendo mas
E que venha este pequeno anjo tão divino
Que veio-me aconselhar e me ajudar
Ah como te conquistar
Sendo o garoto das poesias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado Pelo Comentário